Rompendo Tabus

Rompendo Tabus

A cena em que a atriz global Paola Oliveira se despe na minissérie Felizes para Sempre? chamou à atenção para a boa forma do corpo da atriz, mas outro aspecto também é importante de ser observado: A atriz representa o papel de Danny Dong, uma prostituta de luxo, que fora solicitada pelo casal protagonista (Maria Fernanda Candido e Enrique Diaz) para ajuda-los a superar uma crise conjugal. A trama não é em torno da personagem prostituta, mas tem seu valor por retratar a existência da profissão alheio a visão degradante que a imprensa tem vinculado na dramaturgia e no jornalismo.

O lado degradante da profissão é uma realidade que deve ser enfrentada e combatida com todo o rigor da lei – abordamos a necessidade de regulamentação da profissão no texto anterior do blog, confira!

A ousadia mostrada nas telas não é recente, pois explorar a sensualidade sempre garantiu a audiência, quem não se lembra de Engraçadinha, Presença de Anita e Hilda furacão?  O fato é que temos visto produções cada vez mais ousadas abordando temáticas polemicas como a homossexualidade, prostituição e outras formas de relacionamentos que sempre foram tabus em nossa sociedade.

Na programação aberta já fomos espectadores de obras que contextualizavam a profissão mais antiga do mundo. Hilda Furacão, exibida em 1998, foi baseado na história real de Hilda Gualtieri Müller, uma mulher que rompeu tabus sociais na década de 50 ao abandonar seu noivo no altar e decidir viver sua vida na zona boêmia de Belo Horizonte, onde se tornou a mais popular e requisitada meretriz da casa.

http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2014/08/fantastico-visita-verdadeira-hilda-furacao-em-buenos-aires.html

Oscar Freire 279 contou a história de Dora, uma arquiteta recém-formada que se tornou acompanhante de luxo após se mudar para São Paulo, obra ficcional assim como a série: Uma Rua Sem Vergonha que apresentou a rotina de 5 amigas em uma boate em Copacabana. A Segunda Vez acompanhou a história de um jornalista que após ser demitido e se separar de sua mulher, vai morar em um flat onde conhece algumas garotas de programas que moram no apartamento ao lado. Obras produzidas pelo canal a cabo, Multishow.

O teor da programação fechada, Tv a cabo, tem sido ainda mais despudorada. A HBO sempre esteve na vanguarda destas produções, a polemica mais recente foi a cena de beijo grego recebido pela atriz, Allison Williams, na série Girls.

Audácia também sendo retratada sem censura ao mostrar os relacionamentos entre 3 amigos gays, na série Looking.

Quem se interessa por essa temática pode acompanhar o cotidiano de 3 amigas, garotas de programa, que decidem abrir seu próprio negócio, utilizando-se de estratégias de marketing para lucrar ainda mais com a profissão mais antiga do mundo na série de produção nacional: O Negócio, para quem ainda não viu a acompanhante Luana VIP nos presenteou com uma breve resenha de um dos capítulos em seu blog.

O selo HBO já nos trouxe:

Hung pai de adolescente se vê desabrigado após um incêndio em sua casa e resolve se dar bem com as mulheres usando seus atributos físicos para saldar suas dívidas.

Satisfaction (2007) cotidiano de 6 acompanhantes de luxo do bordel 232 que vivem os desafios de administrar uma vida dupla.

Texto: Dionísio Baco – Novo colaborador do Blog Do Belas61.

By | Fevereiro 13th, 2015|Categories: Garota de programa do século XXI|0 Comments

Sobre o autor:

O Belas61 é referência na publicação de anúncios de garotas de programa de luxo em Brasília, somos focados na beleza e na qualidade de nossas anunciantes, se você está fora de Brasília acesse o ehvip.com.br, ele é o Belas61 em outras cidades.

Deixe seu comentário